Empreendedorismo  |  Materiais Premium

CLT ou Empreender? Será que existe uma resposta certa?

O empreendedorismo vem mostrando ao mundo que os riscos e inovações fazem parte do caminho para o sucesso e a realização profissional, porém, muitas pessoas têm medo de deixar a CLT para se aventurar iniciando um negócio. 

CLT ou Empreender?

Para fazer essa escolha, algumas questões devem ser levadas em consideração. Afinal, nem todo mundo possui perfil empreendedor e esse desafio exige assumir riscos e valorizar a autonomia. Entretanto, para aqueles que gostam de fazer sua própria rotina, ter alta possibilidade de lucros e disposição para vestir a camisa, é bem provável que ser CLT não seja um bom caminho.

Se você tem dúvidas sobre qual a melhor opção para você, continue a leitura!

E se eu fosse dono do meu próprio negócio ao invés da CLT?

Essa questão com certeza já passou pela sua cabeça, assim como pela mente de todos que estão construindo uma carreira. Com o mercado de trabalho enfraquecido pela crise, essa pergunta faz cada vez mais sentido.

Empreender vem se tornando uma opção cada vez mais atual do que trabalhar em uma empresa. Mas, será que esse desafio é o ideal para você ou seu perfil se adequa melhor a um trabalho fixo? Confira as vantagens e as desvantagens de cada opção, os riscos e finalize com o nosso Quiz para te ajudar a apontar o melhor caminho para você. E aí, empreender ou trabalhar?

1 – Correr riscos ou se sentir seguro com a CLT?

O trabalho CLT é uma excelente opção para quem prefere não correr riscos e se sente seguro desta forma, com o contrato de trabalho pré-estabelecido. Para essa pessoa, empreender pode não ser tão atrativo, afinal, o empreendedor é responsável pelo seu próprio futuro, além do da empresa e de seus funcionários. A possibilidade de nem tudo sair como esperado assusta quem tem esse perfil. Por outro lado, para quem tem espírito empreendedor, essa visão é diferente. A responsabilidade anda de mãos dadas com a liberdade de fazer escolhas. Consequentemente, estar no controle do próprio destino é o maior benefício para quem sente essa necessidade. Ousadia, iniciativa e motivação constantes são características fundamentais que mantêm os profissionais no caminho do empreendedorismo.

2 – Estabilidade é sempre importante?

Não há nada de errado em querer estabilidade e esse é o principal benefício de ter um contrato formal, porque ele oferece benefícios garantidos legalmente. Ter salário fixo no final do mês, férias, 13º salário, fundo de garantia, tudo previsto em lei, permite ao trabalhador usufruir de uma vida mais estável, na qual é possível planejar a longo prazo com menor margem de erro. Porém, não importa quanta autonomia a empresa contratante lhe ofereça, você sempre será parte de uma engrenagem maior e não pode decidir por si mesmo, ou seja, não define seus objetivos. Além disso, as oportunidades de crescimento também serão limitadas, portanto, mesmo que a empresa ofereça benefícios extras, você provavelmente receberá menos do que gera para o caixa da organização. Será que vale realmente a pena, apenas por um contrato oficial?

Mas afinal, qual caminho seguir?

Pensou nas vantagens e desvantagens de cada modelo e ainda não descobriu qual o melhor pra você? Participe agora mesmo do nosso quiz e descubra seu perfil! Clique no link abaixo:

Aproveite o conteúdo e, claro, conte conosco para o que precisar!

Somos a Acqio: Ajudamos a levar prosperidade para a vida dos brasileiros.


ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Posts Relacionados