Capacitação

Como garantir a sua segurança financeira

Você sabia que, segundo uma pesquisa feita pelo IBGE no final do ano passado, o Brasil teve novo recorde de número de trabalhadores informais? Isso se dá pela busca incessante da segurança financeira da população.

O trabalho informal – aquele que não possui vínculo empregatício com as empresas que exerce alguma atividade -, de certa forma dá a pessoa mais autonomia econômica e profissional, já que não precisa mais seguir regras de uma empresa e responder à pessoas de cargos mais altos. Mas e a segurança financeira dessas pessoas?

Esse crescimento foi principalmente consequência do cenário do país: de acordo com o IBGE, o desemprego alcançou o número de 23,8 milhões de trabalhadores só em fevereiro do ano passado.

Ou seja, empreender e trabalhar “por conta própria” tem sido uma alternativa para sobreviver financeiramente nos dias de hoje. E essa sobrevivência muitas das vezes anula a tão sonhada segurança financeira fica para depois.

O empreendedorismo é a saída, mas como garantir que isso se torne um sustento?

Se o empresário já não possuía um “plano B”, a chave, muitas vezes, é detectar uma oportunidade de mercado. Muitas das tendências de negócios de negócios para empreender neste ano levam em consideração o perfil do consumidor a inovações ligadas a tecnologia. 

Encontrando o segmento que mais se adequa ao perfil do empresário – desde que ele ou os sócios tenham o mínimo de conhecimento da área para empreender – é necessário realizar uma boa pesquisa de mercado e o quais ações serão necessárias para garantir que a empresa dê certo e tenha um ótimo faturamento.

Uma das ações mais importantes, neste sentido, é garantir que o empresário esteja formalizado. Isso não é necessariamente uma regra, mas cresce cada vez mais no Brasil como uma forma de possuir alguns direitos e facilidades que só esse registro pode oferecer. 

Portanto, conhecer os benefícios de se tornar um microempreendedor individual, mais conhecido como “MEI”, é essencial para começar a empreender com o pé direito. Além de assegurar direitos básicos de qualquer trabalhador, ele ainda auxilia em possíveis créditos com bancos, já que o empresário passa a possuir um CNPJ.

O MEI está pronto, e agora, cadê os clientes?

Com o CNPJ e a pesquisa de mercado prontos, o negócio já pode começar a andar. Há diversos passos importantes para o desenvolvimento de uma empresa; portanto, nesse começo é essencial que o empresário se cerque de todas as informações possíveis – não só de mercado, mas do seu público, da região onde está e de como vai fazer para que seu cliente gere ainda mais clientes.

Essa expressão de “cliente gera mais cliente” pode parecer estranha, mas não é. O marketing “boca a boca” continua sendo um dos mais fortes, e, para negócios nos quais a experiência do cliente é muito importante (como manicures, cabeleireiros, esteticistas e afins), ele é um dos mais poderosos!

Portanto, para garantir a fidelização da clientela, é importante seguir algumas etapas de comunicação transparente que podem não só atrair mais pessoas para consumir seu produto ou serviço, como também expandir a marca para que outras pessoas possam se tornar clientes.

Buscar garantir a comodidade total do cliente é um dos fatores chave para o sucesso do empreendimento. Ele deve ser sempre o termômetro do negócio do empreendedor, justamente porque é ele quem gera os lucros para o negócio.

Clientes aumentando, e a minha segurança financeira?

Se o negócio está aumentando, o time de vendas consegue manter um bom atendimento e os lucros não param, o cenário está propício para que o empresário garanta a tão sonhada segurança financeira. Mas não é preciso chegar neste ponto para de fato alcançar maior segurança com os lucros.

É possível contar com ferramentas que auxiliem a gestão financeira desde o início do negócio. Isso garantirá maior conforto e controle durante toda a caminhada – algo de extrema importância se o empresário não quiser ter dor de cabeça ao empreender.

A ACQIO oferece uma maquininha de cartão que é a ajuda que todo o microempreendedor precisa: além de ser a pronta entrega e em até 15 minutos já é possível começar a usá-la. A maquininha conta com todo um suporte consultivo e presencial dos franqueados, o que oferece mais tranquilidade para o empresário.

Para o financeiro, possui um aplicativo que ajuda a controlar em tempo real o fluxo de caixa e é possível ter o recebimento dos lucros até três vezes por semana. Sem contar com toda a comodidade oferecida: parcelamento de 12 vezes sem custo para o lojista, sem valor mínimo de transferência, entre muitos outros benefícios.

Gostou? Entre em contato com um Franqueado Acqio próximo a você e confira mais condições da nossa maquininha.

 


ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Posts Relacionados