Capacitação

Gestão financeira inteligente

Gestão financeira precisa estar presente no início de qualquer empreendimento, isso fará com que tudo saia conforme o planejado.
Essa gestão financeira, muitas vezes é feita pelo dono do negócio, que lida também com a parte administrativa, marketing e com a produção – já que o orçamento inicial, geralmente, é reduzido.

Com o pontapé dado, a empresa começa a crescer gradualmente e o cenário acaba mudando. Já não é mais possível manter sozinho a gestão de tudo. Por isso, se faz necessária a contratação de mais funcionários e ferramentas para auxiliar na parte administrativa e financeira do seu negócio.

De acordo com o SEBRAE, devem ser levadas em consideração três frentes para a gestão financeira da sua empresa: a gestão do fluxo de caixa no dia a dia, a de investimentos e a de crise.

Como realizar a gestão financeira?

Considerando as três frentes da gestão financeira, temos a primeira e mais importante para o seu controle geral; que é a do dia a dia, ou seja, a administração de entradas e saídas dos recursos de vendas, prestações de serviços, pagamentos de fornecedores, despesas, tributos, salários e outros.

O controle da rotina da sua empresa é essencial; justamente porque é nesta gestão que aparecem os gastos excessivos, que o empresário poderia alocar para investimentos, ações de marketing e até para o aumento da equipe.

Portanto, para que essa administração esteja funcionando da melhor forma, o SEBRAE alerta, no artigo “Como fazer a gestão financeira do pequeno negócio”:

“Quando falamos de Receitas, Despesas, Custos, Lucro ou Prejuízo estamos utilizando termos contábeis, geralmente apurados pelo regime de competência.

Na contabilidade, via de regra, temos o DRE – Demonstrativo de Resultado do Exercício baseado neste regime, ou seja, os lançamentos da empresa devem ser reconhecidos nos períodos nos quais ocorrem, independentemente de terem sido recebidos ou pagos.

De forma simplificada, para se chegar ao resultado da empresa tem-se: Receitas (-) Custos (-) Despesas (-) Impostos = Resultado (Lucro ou Prejuízo)”.

Ferramentas certas para realizar essa gestão

Ao levar em consideração essa conta, todo o empresário deve possuir ferramentas que o ajude a controlar esse DRE, como é o caso do conhecido “fluxo de caixa“, um instrumento essencial para visualizar da melhor maneira a situação financeira da empresa.

Para realizar o fluxo de caixa da melhor maneira, é preciso considerar todas as movimentações financeiras do seu negócio, diariamente, principalmente se você pensa em optar pela opção de máquina de crédito em seu negócio.

O cartão de crédito é uma opção valiosa para qualquer empresa, já que atrai muito o consumidor pela facilidade e comodidade de adquirir seu produto ou serviço.

A maquininha da ACQIO é uma ferramenta que vale muito a pena. Além de disponibilizar a possibilidade desse pagamento, o empresário ainda consegue pagá-la com as próprias vendas.

Além disso, é possível adquiri-la sem taxa de adesão ou aluguel, o que permite que o empresário possa alocar tais recursos para outros investimos. Para auxiliar na gestão financeira, a ACQIO ainda oferece um aplicativo totalmente exclusivo, o “Acqio Lojistas”.

O App da ACQIO permite que o empresário gerencie as transações financeiras de qualquer lugar, consulte o saldo, busque inteligentemente suas transações, consulte todas suas maquininhas e inicie um contato direto com consultores da ACQIO.

Aliás, este é um outro benefício que os empresários podem ter: os lojistas podem solicitar atendimentos presenciais e consultivos dos franqueados sempre que precisarem. Muito mais suporte para a empresa, não é mesmo?

Confira agora outros benefícios da maquininha ACQIO.


ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Posts Relacionados